início do conteúdo

VIGENTES

OS EGRESSOS DO IFMT – CAMPUS RONDONÓPOLIS: ANÁLISE DAS TURMAS 2011 E 2012

 Resumo:

 Através da realização da pesquisa com egressos, foram coletadas informações que puderam contextualizar o quadro socioeconômico dos estudantes. Entre elas questões relacionadas aos seguinte aspectos: mercado de trabalho, capacitação profissional, avaliação institucional, informações pessoais e acadêmicas.

A importância em investigar o tema surgiu devido à crescente demanda de informações de alunos egressos formados nos cursos técnicos de nível médio e subsequentes através dos órgãos reguladores.

A pesquisa possibilitou o acompanhamento profissional e o levantamento de informações sobre a inserção dos ex-alunos no mercado de trabalho. Além disso, foi possível realizar uma avaliação a respeito dos serviços educacionais promovidos pelo IFMT.

As informações coletadas na pesquisa estão apresentadas neste relatório com a análise dos questionários sistematizados e representados por meio de textos analíticos, tabelas e gráficos.

A análise e interpretação dos dados foram realizadas mediante a coleta das informações fornecidas pelo questionário aplicado. O modelo de questionário aplicado foi baseado no mesmo utilizado no estudo “Pesquisa Nacional de Egressos dos Cursos Técnicos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (2003-2007)” de Carla Patrão e Marcelo Feres, com algumas readequações à realidade do Campus Rondonópolis (MT).

Este estudo possibilitou analisar se as áreas de trabalho em que os egressos se inserem são correspondentes ao curso que fizeram, a satisfação com relação à contribuição do curso técnico para seu desempenho profissional, bem como sua trajetória na perspectiva da educação continuada.

Num universo de 161 egressos, 59 responderam ao questionário, ou seja, 36,64% do total de egressos colaboraram com a pesquisa, sendo que desse total 69% são mulheres e 31% são homens, tendo em vista a quantidade efetiva de respostas ao questionário. O resultado foi considerado satisfatório tendo em vista o curto período de tempo de 06 meses.

 Contato: 

Coordenadora: Edna Pereira dos Santos
Assistente em Administração
E-mail: edna.santos@roo.ifmt.edu.br 
Aluna Bolsista: Ana Caroline Rodrigues Santana

_______________________________________________________________________________________________

Projeto de acompanhamento de ingressantes e egressos(as) beneficiados(as) com o programa de assistência estudantil

 

O projeto teve por objetivo desenvolver ações que permitam a criação de um programa de acompanhamento de ingressantes e egressos(as), para tanto foram realizadas algumas atividades: Construção do banco de dados socioeconômicos dos alunos que receberam auxílios da Assistência Estudantil desde a abertura do campus (em 2012) até o último ano letivo (2015); Confecção e distribuição da Cartilha de Assistência Estudantil, para informar a comunidade escolar sobre o programa de Assistência Estudantil no Campus Rondonópolis; Realização do 1º Encontro de Assistência Estudantil, com intuito de tirar dúvidas a respeito do Programa e da gestão orçamentária e financeira da verba referida, além de possibilitar um momento de compartilhamento de experiências entre os ex-bolsistas e os atuais. Com os resultados obtidos é possível subsidiar o trabalho da coordenação de Assistência Estudantil, no intuito de criar um programa de acompanhamento mais próximo dos(as) estudantes, ou mesmo na formulação de novos editais da Assistência Estudantil. Os dados disponibilizados no site e a distribuição das cartilhas informativas permitem ainda uma gestão mais transparente dos processos que envolvem a Assistência Estudantil, além de permitir o amplo acesso àqueles que têm este direito.

Contato:

Coordenadora do Projeto: Helen Santana Mangueira de Souza
Psicóloga
Me. em Educação
IFMT-Campus Rondonópolis
E-mail: helen.souza@roo.ifmt.edu.br
 Aluna Bolsista: Tatiane Michelly Rossi

_________________________________________________________________________________________________

IF ACTION - Cultura e Arte

Resumo


O Projeto Musical IF Action engloba múltiplas abordagens artísticas tais como música, teatro e dança. Pretende-se articular apresentações artísticas com os estudantes do IFMT Campus Rondonópolis para escolas e demais instituições sociais e de ensino no município visando o intercambio cultural interescolar, desenvolvimento artístico dos envolvidos no projeto além de atuar como ferramenta de divulgação institucional.

O IF Action tem início em junho de 2014 com a ideia inicial de montagem do musical “Os Saltimbancos”. Já após um grupo formado e preparação da apresentação em andamento, ocorre a oportunidade de apresentar este trabalho no WORK IF[1].Com este evento foi necessária a criação de um nome para o grupo a critério de inscrição a partir do qual, é estabelecido o titulo dado ao projeto IF Action que permanece até então.

A partir de então o grupo ganha forças e investe cada vez mais na qualificação técnica e estruturação. Recebe inúmeros convites para apresentações em instituições de ensino, eventos, empresas e entidades sociais. Até o dia 23 de dezembro de 2014, atinge a soma de 11 apresentações no município de Rondonópolis em 2015, totalizam-se 34 apresentações e em todas elas o grupo é sempre é recebido com muita estima pela plateia.

Percebe-se nitidamente que o projeto já vem produzindo resultados positivos para os participantes do grupo IF Action além de construir vínculos culturais importantes entre este campus e outras unidades escolares com potencial de oferecer futuros alunos para o IFMT e também, é importante ressaltar, os diversos possíveis efeitos benéficos gerados em quem assiste aos espetáculos do IF Action.

Em suma, o projeto IF Action mantém regularidade em suas atividades desde seu início. Hoje conta com o envolvimento de 25 alunos e 4 servidores. Pretende-se ampliar o trabalho envolvendo também participantes da comunidade com meta de se estabelecer como referência em Musical deste município, melhorando ainda mais a qualificação técnica e humana dos participantes do projeto, oferecendo sempre espetáculos com propostas reflexivas que contribuam para a construção da cidadania e promovam experiências estéticas que estimulem o apreço pela arte.

O IF Action pretende consolidar um laboratório artístico-cultural com aprendizados direcionados na modalidade musical, que engloba música, teatro e dança. Com isso, mantém-se o foco em proporcionar aos integrantes, experiências estéticas, técnicas e sociais que contribuam com o desenvolvimento profissional, ético e artístico. Colaborar com a divulgação da arte e da alteridade cultural. Divulgar o IFMT campus Rondonópolis em nível municipal especialmente nas unidades escolares com intuito de ampliar a participação discente nos cursos oferecidos pela instituição.

            Foi possível notar diversos casos de estudantes beneficiados. Alguns melhoraram seu desempenho escolar a partir da organização da rotina de estudos em função da necessidade de participar das atividades do projeto. Devido a frequente demanda de apresentações muitos participantes do projeto foram perdendo a vergonha de se estressar em publico, fato que se tornou muito benéfico, visto que muitos docentes avaliam seus alunos por seminários a apresentações orais ou até mesmo quando se trata da participação na sala de aula. Com as frequentes propostas de trabalho, os alunos foram desenvolvendo a capacidade de adaptar se as mais variadas situações e atividades cognitivas, fato que favoreceu muito quando se trata de concentração e compreensão do que se passa ao redor de seu dia-a-dia.

 

Contato:

Coordenador do Projeto: Adergildo Cardoso Mendes
E-mail: adergildo.mendes@roo.ifmt.edu.br
Fanpage: https://www.facebook.com/ifacttion/?fref=ts
Mestre em Estudos de Cultura Contemporânea
Graduado em Educação Artística com Habilitação em Música
Instituto Federal de Mato Grosso - Docente
Campus Rondonópolis
 Aluno Bolsista: Odislei Matthaus dos Santos Gouveia
E-mail: odismatthaus@gmail.com

 _________________________________________________________________________________________________

Leitura e escrita: IFMT! é pra lá que eu vou

 

RESUMO

 O projeto de extensão “Leitura e escrita: IFMT! é pra lá que eu vou” objetiva fazer revisão dos conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática, totalizando 80 horas-aula, distribuídas igualmente, para alunos do 9º ano de escola pública, para desenvolver competências e habilidades necessárias ao bom desempenho no processo seletivo, o que lhes permite mais chances de ter acesso aos cursos profissionalizantes oferecidos pelo IFMT. Em 2011, foram ofertadas 25 vagas. Dos 11 alunos que o concluíram, 06 passaram a fazer parte do corpo discente. Em 2012, a oferta foi de 50 vagas. Dos 25 concluintes, 05 foram aprovados. Em 2013, foram 80 vagas. Dos 75 alunos que concluíram, 35 foram aprovados no processo seletivo. Em 2014, também foram ofertadas 80 vagas. Dos 57 alunos que realizaram a prova, 25 foram aprovados, sendo 8 para Técnico em alimentos; 7 para Técnico em Química e 10 para Técnico em Secretariado. O curso também os prepara para dar continuidade à vida escolar. No ano de 2015, mantiveram-se as 80 vagas. 65 alunos concluíram o curso. Destes, 41 foram aprovados, sendo 14 para Técnico em Química, 11 para Técnico em Secretariado e 16 para Técnico em alimentos.

 

Contato:

Coordenadora do Projeto: Rosilene R. de Carvalho
Prof.ª  Ma. de Língua Portuguesa
IFMT Campus Rondonópolis
E-mail: rosilene.carvalho@roo.ifmt.edu.br
 Aluna Bolsista: Amanda Munnick Alves dos Reis

 _________________________________________________________________________________________________

 

Curso de formação inicial para o atendimento ao surdo com fundamentos na Língua Brasileira de Sinais – Libras

 RESUMO

 Diante das demandas sociais que se apresentam e com a necessidade de cumprimento da Lei nº. 10.098, de 19 de dezembro de 2000, da Lei nº. 10.436, de 24 de abril de 2002 e do Decreto nº. 5.626, de 22 de dezembro de 2005, percebe-se a importância de despertar a sociedade para a seriedade do movimento inclusivo, no intuito de garantir a efetivação das políticas públicas de afirmação e inclusão no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, para o atendimento às pessoas com necessidades específicas, promovendo a entrada e permanência destas, bem como sua saída com sucesso. Desta forma, o presente projeto propõe a realização do “Curso de formação inicial para o atendimento ao surdo com fundamentos na Língua Brasileira de Sinais - Módulo Básico I”, destinado a promover o uso e difusão desta língua para a comunidade interna e externa do IFMT – Campus Rondonópolis, sendo uma iniciativa para o cumprimento destas leis, uma vez que esta instituição, através de sua missão, assume um compromisso com a inclusão social, tendo como primeiro passo a construção de uma Política de Inclusão Social via uma pedagogia centrada no aluno (IFMT, 2008)[1], Assim, este projeto visa realizar formação continuada de profissionais, bem como de discentes e comunidade externa, no intuito de garantir a efetivação das políticas públicas de afirmação e inclusão no âmbito do IFMT. A execução do projeto ficará sob a responsabilidade do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas – NAPNE, na pessoa do Intérprete de Libras, e terá o apoio da Coordenação de Políticas de Diversidade e Inclusão – CPDI, coordenação da Pró-Reitoria de Ensino – PROEN.

 Contato
 Coordenador: Josimar da Silva Cézar
Intérprete de Língua Brasileira de Sinais
E-mail: josimar.cezar@roo.ifmt.edu.br
 Estudante bolsista: Deborah Vitória Almeida Quadros

__________________________________________________________________________________________________

HORTA ECOLÓGICA: REUSO DE GARRAFAS PET

RESUMO

Um dos grandes desafios da sociedade é dar destinação correta aos resíduos sólidos urbanos gerados, uma vez que são poucas as iniciativas implantadas pelo poder público que solucionem esse problema. Dentre os resíduos gerados em grandes quantidades pelas pessoas estão as garrafas de polietileno tereftalato (PET), que demoram décadas para serem decompostas se lançadas diretamente no meio ambiente, mas que mesmo sendo um problema ambiental possuem grande potencial de reciclagem.
As medidas adotadas nesse projeto fomentou a educação ambiental tanto na comunidade escolar como na comunidade urbana local com o objetivo de conscientizar e incentivar as famílias a preservar o meio em que vivem. Idealizou-se este projeto, partindo da necessidade de se criar uma alternativa simples e acessível para fazer o reuso dessas garrafas na implantação de uma horta ecológica para cultivar hortaliças.
A execução desse projeto contemplou duas linhas de ação, uma referente ao reaproveitamento das garrafas e a outra se refere ao cultivo de alimentos saudáveis. Como um gesto concreto, todas as hortaliças produzidas foram distribuídas na comunidade.

Contato
Coordenador do Projeto: Janaina Maira Gonçalves Carvalho
Estudante Bolsista: João Victor Gonçalves França
Estudantes Voluntários: Karen Luciana Elias Moura
Vittoria Helen de Souza Oliveira

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Rondonópolis

Rua Ananias Martins de Souza, 861 - CEP: 78721-520

Telefone do Gabinete: (66) 3427-2300 - Telefone da Secretaria Escolar: (66) 3427-2305

Rondonópolis/MT