início do conteúdo

PROJETOS CONCLUIDOS

ESTUDO DE REVESTIMENTOS COMESTÍVEIS COM ANTIMICROBIANOS NATURAIS NA CONSERVAÇÃO DE FRUTAS

Resumo

 O presente trabalho visa desenvolver revestimentos comestíveis a base de amido de milho, amido de mandioca e gelatina com antimicrobianos naturais para serem aplicados em frutas in natura a fim de aumentar seu tempo de conservação, diminuir desperdícios e o uso de substâncias químicas de maturação. A utilização de coberturas comestíveis está relacionada com sua capacidade de agir como um adjunto para promover maior qualidade, estendendo a vida de prateleira e possibilitando a economia com materiais de embalagem final. O desenvolvimento e testes dos revestimentos comestíveis serão realizados nos laboratórios de processamento de alimentos e multidisciplinar do IFMT campus Rondonópolis. Após estudo e definição da formulação ideal, os produtos tratados com o revestimento comestível serão avaliados sensorialmente para determinar a influência da aplicação do revestimento nas características sensoriais do alimentos e também a viabilidade e aceitação do produto. Espera-se com este projeto, desenvolver um revestimento comestível que tenha ação antimicrobiana nas frutas para que essas possam aumentar seu tempo de conservação e que também tenham aspectos sensoriais adequados e que sejam bem aceitos.

CONTATO
Coordenador: Tatiane Moreira Siqueri
Email: tatiane.siqueri@roo.ifmt.edu.br
Projeto: ESTUDO DE REVESTIMENTOS COMESTÍVEIS COM ANTIMICROBIANOS NATURAIS NA CONSERVAÇÃO DE FRUTAS    Edital: 033/2017/IFMT/PROPES
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Alunos envolvidos Inara Araújo Mota (bolsista) e Letícia Souza Moraes (voluntária)

 _________________________________________________________________________________________________

DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TECNOLÓGICOS A BASE DE LEITE VEGETAL

Resumo

O presente trabalho visa produzir e utilizar o extrato ou leite vegetal de matérias-primas de fácil acesso e baixo custo como o inhame e o arroz para produção de produtos tecnológicos de valor agregado como o leite condensado, doce de leite e o iogurte. Esses produtos são comumente elaborados a partir do leite de vaca e considerando a crescente demanda por produtos sem leite de origem animal ou seus compostos, devido ao aumento dos casos de alergia e intolerância aos componentes desse, esse projeto tem relevância e importância principalmente para esse público específico. Os produtos serão desenvolvidos no laboratório de processamento de alimentos do IFMT campus Rondonópolis e após estudo e definição da formulação, será determinado os parâmetros físico-químicos e realizada a análise sensorial e pesquisa de intenção de compra dos produtos para avaliar a viabilidade e aceitação desses. Espera-se que os produtos tenham aspectos sensoriais (cor, aparência, textura e sabor) adequados, possuam bom rendimento e que sejam bem aceitos pelo público ao qual se destinam.

CONTATO
Coordenador: Tatiane Moreira Siqueri
Email do coordenador: tatiane.siqueri@roo.ifmt.edu.br
Edital: 001/2016 PES/IFMT/ROO
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Alunos envolvidos: Fernanda Silva Ferreira, Julia Hilleskein Paim, Victória Cristina Fernandes Araújo, Andressa Gonçalves Lisboa – (todos bolsistas)

 _________________________________________________________________________________________________ 

EDUCAÇÃO DO CAMPO PARA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS NAS PEQUENAS PROPRIEDADES E AS QUESTÕES AMBIENTAIS: UMA RELAÇÃO TEORIA E PRÁTICA

Resumo

Esta pesquisa investigou em três escolas do campo no município de Rondonópolis-MT que funciona todo o Ensino Fundamental, quais têm sido os projetos e as práticas pedagógicas dos professores no sentido de orientar os estudantes camponeses assentados que trabalham com a agricultura familiar na perspectiva da utilização consciente e preservação dos recursos naturais disponíveis nas comunidades. Estas escolas estão em três comunidades rurais tradicionais no município de Rondonópolis-MT. A comunidade da Vila Naboreiro localizada a aproximadamente quarenta quilômetros da sede do município na direção Leste; a comunidade de Nova Galiléia a aproximadamente trinta e cinco na direção Sul e a comunidade de Boa Vista na direção Norte a aproximadamente trinta e cinco quilômetros.  Todas essas comunidades contam com escolas bem estruturadas que atendem a população local e, através do transporte escolar as fazendas circunvizinhas, além de uma aldeia indígena da nação Bororo no caso de Nova Galiléia. Para realização do trabalho o procedimento metodológico inicial estava pautado no registro de narrativas com fundamentação na História Oral, no entanto devida a demora da resposta do comitê de ética e com resultado negativo, foi necessário alteração do procedimento uma vez que não havia tempo hábil para as correções, então trabalhamos com alguns registros documentais das escolas e conversas informais de coordenadores e professores dessas escolas. Para tal, foi realizado visitas preliminares nas respectivas escolas para informar sobre a pesquisa e coletas das informações. Na oportunidade, foi contactada a equipe gestora das escolas para verificação dos planejamentos anuais das escolas e dos projetos ambientais em andamento, nos quais foram analisados e discutidos juntos com as outras informações principalmente os registros fotográficos disponibilizados pela gestão e coordenadores pedagógicos. A partir das análises foi possível verificar que todas as escolas realizam ações voltadas para as questões ambientais, no entanto, com exceção da escola 7 de Setembro de Nova Galiléia que tem um projeto duradouro, as demais são atividades pontuais como horta e aproveitamento de pneus e garrafas pet para produção de canteiros de hortaliças ou jardinagem no pátio da escola.

CONTATO
Coordenador:   Wilson José Soares
Edital: 033/2017/IFMT/PROPES
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Alunos envolvidos: Schindler Oliveira Marques e Matheus Ribeiro Castro (ambos bolsistas)

 _________________________________________________________________________________________________

RECUPERAÇÃO E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL: RESPONSABILIDADE DE TODOS. PARTE 2.

Resumo

Este projeto teve como objetivo das continuidade no projeto aprovado no Edital 033/2016, que é recuperar uma área de cerrado dentro do espaço pertencente ao IFMT Campus Rondonópolis, com isso, melhorar a qualidade de vida dos usuários deste espaço e da comunidade Vila Mineira. Para tal, foi dado continuidade em todas as atividades iniciadas no trabalho anterior como: realização estudos teóricos; levantamento detalhado das espécies nativas do cerrado, aquisição e plantio de novas mudas e manutenção do espaço e das mudas plantadas no projeto anterior. As mudas plantadas nesta nova etapa são diversificadas como pequi, jenipapo, lixeira, pitomba, cumbaru, mangaba, marmelada, mutamba, lovateiro e muitas outras espécies do cerrado local. A aquisição de mudas se deu de duas formas: tanto de aquisição com recursos disponibilizado para o projeto pela PROPES, quanto por doação da comunidade e servidores do Câmpus. Após o plantio inicial as atividades foram de manutenção da espaço como continuidade da limpeza e irrigação das plantas antes do inicio da temporada de chuvas. Esperamos continuar com o projeto e realizar novas parceria no sentido de continuar realizando mais plantios, fazendo a limpeza do espaço até que as árvores cresçam e, com isso, evitar problemas com a queimada e criar um ambiente agradável no qual pode ser usado por pesquisadores que estudam espécie do cerrado, pelos professores de educação física para realização de suas aulas na trilha de caminhada e para a comunidade usar para caminhadas nos finais das tardes, além de diminuir a temperatura ambiente a partir das sobras produzidas pelas árvores.

CONTATO
Coordenador: Wilson José Soares
Email:   Wilson.soares@roo.ifmt.edu.br
Edital: 033/2017/IFMT/PROPES
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Aluno: Renan Souza Santos (bolsista)

__________________________________________________________________________________________________

EGRESSOS DO IFMT – CAMPUS RONDONÓPOLIS: TURMAS INGRESSANTES DE 2011 A 2013.

Resumo

O presente projeto tem por objetivo realizar o levantamento e acompanhamento de egressos, tomando por base sua inserção no mercado de trabalho e formação cidadã, buscando manter contato e seus dados atualizados, bem como incentivar a participação destes nos eventos realizados pelo IFMT – Campus Rondonópolis. A importância em investigar o tema surgiu devido à crescente demanda de informações pessoais, acadêmicas e profissionais de alunos egressos formados nos cursos técnicos de nível médio e subsequentes de nosso Campus na Coordenação de Extensão. É relevante o levantamento, pois o egresso é fundamental para a avaliação e planejamento institucional uma vez que contribuem com o feedback para a instituição e o ensino nela ofertado. Além de possibilitar o acompanhamento e avaliar o desempenho da aplicação de um conteúdo acadêmico na inserção e na vivência do mercado de trabalho, viabilizando uma análise dos sucessos e das dificuldades enfrentadas na carreira profissional bem como da qualidade do curso. Assim, o recorte deste estudo será os egressos das turmas do processo seletivo 2011 a 2013 dos cursos técnicos integrados ao ensino médio e subsequentes, com a finalidade de que os mesmos realizem a avaliação institucional, atualizem seus dados pessoais e profissionais, mantendo um canal de comunicação com a instituição para troca de ideias experiências de sua atuação profissional.

 Contato

Coordenador: Edna Pereira dos Santos Ferreira
Email: edna.santos@roo.ifmt.edu.br
Edital: 001/2016 PES/IFMT/ROO
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Alunos envolvidos: (todos bolsistas)
Angela do Nascimento Silva
Debora Rodrigues Jahnel
Luan Alves Galdino
Mikaela Ferreira Prado
Kellen Fernanda Soares França

_______________________________________________________________________________________

DESENVOLVIMENTO E ANÁLISE SENSORIAL DE HAMBÚRGUER VEGETARIANO

Resumo

O mercado consumidor está cada vez mais competitivo em todos os setores. Não obstante, a área de alimentos está sob essa ótica, onde para um produto obter destaque é importante que, além das qualidades sensoriais, apresente características diferenciais como ser saudável e nutritivo. Um potencial mercado a ser explorado é o de alimentos desenvolvidos a partir da substituição da matéria prima animal pela matéria prima vegetal em sua composição, principalmente quando se trata de produtos com grande apreciação pelo público infantil. Dentre os diversos produtos possíveis de serem produzidos, se tem o hambúrguer vegetariano onde a proteína e gordura animal típicas em hambúrgueres tradicionais será totalmente substituída por matérias-primas vegetais. Os hambúrgueres  serão elaborados, por meio de diversas formulações, utilizando como fonte de proteína sementes, leguminosas ou cereais, dentre os quais os escolhidos para esse projeto foram o grão de bico (Cicer arietinum), lentilha (Lens culinaris) e a quinoa (Chenopodion quinoa). Visto que hambúrgueres constituem em um alimento bastante consumido por crianças e adolescentes, espera-se obter, após análise sensorial, produtos finais com qualidade nutricional e sensorial apreciáveis e que a aceitação permita a inserção desse produto diferencial no mercado.

 CONTATO
Coordenador: Prof. Diego Dias Carneiro
Email: diego.carneiro@roo.ifmt.edu.br
Edital: 033/2017/IFMT/PROPES
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Alunos: Ana Paula Duarte dos Santos, Carla Regina Ferreira Benevenuto, Pauline Eugênia Oliveira de Bairros (todos bolsistas).

________________________________________________________________________________________

DESENVOLVIMENTO E ANÁLISE SENSORIAL DE LINGUIÇA VEGETARIANA

Resumo

O mercado consumidor está cada vez mais competitivo em todos os setores. Não obstante, a área de alimentos está sob essa ótica, onde para um produto obter destaque é importante que, além das qualidades sensoriais, apresente características diferenciais como ser saudável e nutritivo. Um potencial mercado a ser explorado é o de alimentos desenvolvidos a partir da substituição da matéria prima animal pela matéria prima vegetal em sua composição. Dentre os diversos produtos possíveis de serem produzidos, se tem a linguiça vegetariana, elaborada com base em um alimento embutido cárneo tradicional, conhecido e consumido por grande parte da população brasileira e mundial. As linguiças serão elaboradas, por meio de diversas formulações, utilizando como fonte de proteína sementes, leguminosas ou cereais, dentre os quais os escolhidos para esse projeto foram o grão de bico (Cicer arietinum), lentilha (Lens culinaris) e a quinoa (Chenopodion quinoa) É importante ressaltar que a fonte de gordura a ser utilizada também será de origem vegetal. As formulações que apresentarem maior preferência será definida através da análise sensorial. Espera-se obter produtos finais com qualidade nutricional e sensorial apreciáveis e que a aceitação permita a inserção desse produto diferencial no mercado.

 

Contato
Coordenador: Prof. Diego Dias Carneiro
Email: diego.carneiro@roo.ifmt.edu.br
Edital: 001/2016 PES/IFMT/ROO
Vigência: 01/08/2016 a 31/07/2017
Aluna: Vitória Carolina Ferreira Benevenuto (Bolsista)

_______________________________________________________________________________________

O QUE ALICE TEM A VER COM A MATEMÁTICA?

 Resumo

O projeto tem o intuito de pesquisar princípios e regras da Lógica Clássica no contexto da obra  Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. A obra de Carroll possui tanto uma grande riqueza de apelos lógicos como também de coisas sem lógica e fantásticas que incita a criatividade e fantasia através das aventuras de Alice. A obra analisada, Alice no país das maravilhas, nos permite desenvolver uma compreensão crítica a respeito de objetivos frequentes do ensino de matemática e orientações pedagógicas que frisam a importância de desenvolver o raciocínio lógico.

Contato
Coordenadora: Bruna Marques Soares Galdino
Email: bruna.marques@roo.ifmt.edu.br
Edital: 001/2016 PES/IFMT/ROO
Vigência: agosto/2016 a julho/2017
Alunos envolvidos:
Leonardo Duarte de Oliveira (bolsista, Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Alimentos); Ruth Imna da Cruz Dias (bolsista, Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Secretariado); Napoleão Aparecido dos Santos Ossuna (bolsista, Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Química)

_______________________________________________________________________________________

PERCEPÇÃO SOBRE DEMOCRACIA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS

Resumo

O projeto pretende identificar a percepção de moradores de alguns bairros de Rondonópolis, seu nível de conhecimento e informação acerca dos direitos humanos, do conceito de cidadania e de democracia. Para tanto os alunos deverão pesquisar sobre métodos de pesquisa social e aplicar um questionário quantitativo construído coletivamente. Alunos de duas turmas de 2ºano construirão coletivamente todas as fases de uma pesquisa quantitativa, desde a pesquisa aberta preliminar, elaboração do questionário quantitativo, aplicação do questionário com coleta de dados, estatística e análise sociológica dos dados e impressão de gráficos. Assim, se responsabilizarão pelas fontes utilizadas na produção daquele conhecimento e produzirão, juntamente com o professor, os gráficos com os resultados para análise e conclusão. O aluno, em contato com essas fontes, tende a adentrar na construção dinâmica dos fenômenos globais, participando do processo de produção do conhecimento motivando-os a progressivamente construir e fazer parte da construção de conhecimento sociológico e estatístico, de forma a estimular o senso crítico e a cidadania de forma interdisciplinar. 

 

Contato
Coordenadora: Claudyanne Rodrigues de Almeida
Email: claudyanne.almeida@roo.ifmt.edu.br
Aluna: Vittória Helen de Souza Oliveira (voluntária)
Projeto voluntário
Vigência: 01/082016 a 31/07/2017

______________________________________________________________________________________

ESTUDO DE PRODUÇÃO DE CUPCAKE SEM GLÚTEN COM RESÍDUO DE SOJA “OKARA” E SUBSTITUTOS DIVERSOS DA FARINHA DE TRIGO

Resumo

O projeto deu continuidade ao trabalho iniciado em 2014 e premiado no III Workif – projeto intitulado: Estudo da produção de mistura para bolo utilizando o subproduto de soja “okara”. A ideia inicial consistia na elaboração de um cupcake enriquecido com o okara e sem glúten. Ao final do projeto, desenvolveu-se um produto sem glúten e sem lactose, graças ao aproveitamento do extrato aquoso substituindo o leite na massa do cupcake. Foi definido os melhores produtos para substituir totalmente a farinha de trigo (que contém glúten), sendo eles: a farinha de banana, farinha de coco e de aveia. O Cupsoja se tornou então um produto atrativo, rico em nutrientes como fibras, proteínas e baixo índice calórico. Este produto pode atender o público de celíacos e de intolerantes a lactose, além das pessoas que optam por uma alimentação mais saudável.

Palavras-chave: (soja, cupcake, doença celíaca, glúten.)

Veja o resultado do projeto no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=7qmbqaQHWWs

 

Contato:
 Cordenadora: Profª. Me. Leisli Maira Delarmelino Ferraresi
E-mail: leisli.ferraresi@roo.ifmt.edu.br
Alunas Bolsistas: Nathalia Gomes Carvalho e Thais Helena Demiciano

_____________________________________________________________________________________________ 

Recuperação e preservação ambiental: Responsabilidade de todos

Resumo

Este projeto teve como objetivo recuperar uma área de cerrado dentro do espaço pertencente ao IFMT Campus Rondonópolis e com isso melhorar a qualidade de vida dos usuários deste espaço e da comunidade de Vila Mineira. Para tal, foi realizado estudos teóricos, levantamento detalhado das espécies nativas do cerrado da região através de entrevista gravada com antigos moradores e conhecedores do cerrado e um profissional da área de reflorestamento. A partir dos resultados foi realizado a limpeza da área ocupada por matagal e capim braquiária, palco de incêndios nos períodos de estiagem, feito a aquisição das mudas e iniciado o reflorestamento com plantas nativas da região como pequi, mangaba, ipê, jenipapo, cumbaru, jatobá, angico e muitas outras espécies de cerrado. Após o plantio inicial as atividades foram de manutenção da espaço como continuidade da limpeza, regar as plantas antes do inicio da temporada de chuvas e buscar parceria para doações de novas mudas, como o caso da Escola Estadual Major Otávio Pitaluga (EEMOP), que doou algumas espécies para nosso projeto, assim como alguns alunos e servidores que também doaram mudas e sementes. Esperamos continuar com o projeto e realizar novas parcerias parceria no sentido de continuar realizando mais plantios, fazendo a limpeza do espaço até que as árvores cresçam e, com isso, evitar problemas com a queimada, criar um ambiente agradável no qual pode ser usado por pesquisadores que estudam espécie do cerrado, professores de educação física para realização de suas aulas na trilha de caminhada e para a comunidade usar para caminhadas nos finais das tardes, além de diminuir a temperatura ambiente a partir das sobras produzidas pelas árvores.

Palavras-chave: Meio ambiente, cerrado, reflorestamento, preservação.

Veja o resultado do projeto no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=wHEAU2bMSY0

Contato
Coordenador: Prof. Dr. Wilson José Soares
E-mail: wilson.soares@roo.ifmt.edu.br 
Alunos Bolsistas: Lucas Félix de Souza
Rafael da Silva Souza

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Rondonópolis

Rua Ananias Martins de Souza, 861 - CEP: 78721-520

Telefone do Gabinete: (66) 3427-2300 - Telefone da Secretaria Escolar: (66) 3427-2305

Rondonópolis/MT